Um convite ao silêncio

Convite

Um convite ao silêncio

Dignos visitantes
Saudações Rosacruzes!

Vocês já pararam para pensar como a vida atual é barulhenta? Estamos quase o tempo todo cercados por muitos sons nem sempre agradáveis ou salutares. Raras são as oportunidades em que podemos ficar a sós. Vivendo neste ambiente, procurar a quietude para momentos de descanso e reflexão toma-se uma necessidade imprescindível para aqueles que buscam uma vida mais serena e harmoniosa.

Talvez seja esta a razão que levou um documentário, lançado na Alemanha em 2006, com quase 3 horas de duração e basicamente silencioso, sem música ou narrativa, contendo apenas alguns minutos de diálogos e cânticos, chamado O Grande Silêncio (Die grosse Stille) a lotar cinemas naquele país e em toda a Europa, tendo maior público do que o consagrado “Harry Potter”. O filme retrata a vida dos monges cartuxos, a mais severa ordem contemplativa católica, da Grande Chartreuse, um mosteiro do século 17, na França. O cineasta alemão Philip Gröning, questionado sobre sua vivência no mosteiro, necessária para produzir o filme, afirma: “no princípio, estava muito triste e solitário. Quando não fala, a pessoa começa a refletir sobre o que faz e vem um vazio. Então a coisa mudou, pouco a pouco a percepção ficou bem mais clara e tive uma sensação tranquilizadora. Tudo o que você vê ou ouve o faz feliz como ser humano. É uma coisa curiosa: quando você consegue não ficar pensando no próximo momento, nem fazer muitos planos – advém uma espécie de pura felicidade. Você fica simplesmente feliz”.

Os Rosacruzes, desde sua origem, consideram o silêncio uma necessidade humana básica para o desabrochar das potencialidades latentes e para o autoconhecimento, já que só podemos saber quem somos quando olhamos para dentro, para as nossas motivações mais íntimas e, mais do que isto, quando aquietamos nossos pensamentos e ouvimos Deus em nós. Conhecendo a importância do silêncio no processo do desabrochar espiritual a AMORC mantém a Morada do Silêncio, local onde os Rosacruzes podem desfrutar da quietude que os põe em contato com o que há de mais sublime no ser humano. No Brasil a Morada do Silêncio encontra-se a 40 quilômetros de Curitiba e está à disposição de todos os Rosacruzes que queiram participar das semanas de silêncio ou dos cursos e seminários lá ministrados. A programação de 2015 e outras informações encontram-se no link http://www.amorc.org.br/morada/

Convido todo Estudante Rosacruz a reservar em sua agenda uma semana para ficar na Morada do Silêncio.

Parar o ritmo frenético da vida e voltar-se para dentro, descansando da rotina diária e dos compromissos mundanos sob o manto da tranquilidade auxiliará cada um de nós a encontrar a Paz Profunda que buscamos.

Que assim nos ajude Deus!

Hélio de Moraes e Marques
Grande Mestre

Compartilhar/strong> Artigo

Sobre o Autor

Comentários

Comments are closed.