A todos que cantam

a todos que cantam_

A todos que cantam

Dení Fonseca – FRC

 Temos em várias oportunidades, repetido que: “cantar é duas vezes rezar”“pelo canto os anjos louvam a Deus” – pelo canto enaltecemos a vida que é graça Divina e uma eterna canção e por essas razões é que estamos enviando a todos os que se dedicam a essa arte, esta mensagem.

Usa a tua voz, dádiva maravilhosa que te foi dada pelo Criador de tudo e de todos e cante com a alma!  Mesmo estando a sós, canta uma canção de paz e amor e transformarás uma noite sem luar, num céu cheio de estrelas! A dura terra em que pisas, em uma estrada sem tropeços e sem espinhos! Canta e encherás de flores o outono da existência e verás que um novo brilho terá o sol, no teu amanhã…

Canta, ainda que sofras, porque as tristezas servem de lição para se ter fé! Canta para os bons e para os maus e até para aqueles que não te compreendem e não valorizam o teu canto.

Canta para as crianças, para os adultos e até para as feras porque o teu canto não seria Luz, Paz e Amor se entoado para os escolhidos. Canta nas horas de tristeza como nas de alegria porque o mundo é cheio de contrastes. Canta para o mundo dos vivos e dos mortos. Canta sem medo, com segurança e serenidade porque o receio da vida é apanágio dos fracos e covardes!

Canta sorrindo, mesmo com o coração sangrando, cheio de mágoas e dores pois assim estarás te aproximando um pouco mais da Luz Maior – O Grande Arquiteto do Universo – Deus – e porque é sorrindo-chorando que haverás de aprender a viver no atribulado mundo em que te encontras.

Também, quando cantares em um Sagrado Templo de Orações, entrega-te totalmente e canta com a alma, colocando em tua voz, todo amor, carinho, fé e esperança existentes em teu coração, quando, certamente receberás as bênçãos Divinas que te proporcionarão força, coragem e resignação para prosseguires na dura caminhada terrena.

 

Compartilhar/strong> Artigo

Sobre o Autor

Comentários

Comments are closed.