A Aura Humana

Richard Shimoda, F.R.C.

403

Tudo no universo é composto de vibrações que, por meio de diferentes comprimentos de onda, determinam o que podemos conhecer pelos cinco sentidos. Cada comprimento de onda determina uma freqüência específica, que dá identidade a um fenômeno manifestado, quer seja uma pedra, uma onda de rádio ou um átomo.

O ser humano é um ser magnético por excelência. Irradia vibrações sutis, resultado de sua natureza física, psíquica e espiritual. É o que se denomina de “aura”. Essa aura pode atrair ou repelir, dependendo de sua freqüência vibratória. Por que às vezes temos as mais diversas sensações na presença de outra pessoa, sem nenhuma causa aparente? Isso ocorre porque o corpo humano irradia energia, formando uma aura magnética em seu derredor.

A aura humana é modificada pelos pensamentos e sensações emocionais. Pensamentos de ira, inveja, ganância etc. tendem a emitir energia pestilenta, bastante prejudicial à saúde do emissor e às pessoas próximas a este. Já pensamentos elevados, de amor, gratidão, benevolência etc. irradiam sutilíssimas e brilhantes vibrações, que reagem beneficamente sobre o emissor e sobre as pessoas que lhe estão próximas.

Estamos sujeitos a essas irradiações diariamente. Elas podem ser responsáveis por nosso estado de ânimo, até mesmo pelas nossas impressões intuitivas. Este é um fenômeno natural, parte dos poderes interiores do ser humano que todos possuem, mas poucos compreendem. Aprender a dominar este fenômeno permite ampliar o raio magnético de nossa própria aura e atrair as melhores situações para a nossa vida.

 

Serviço: Ordem Rosacruz, AMORC: Rua Nicarágua, 2620 – 82515-260 – Curitiba – PR.

Tel:(41)3351-3000  – www.amorc.org.br

você pode gostar também